Screen Shot 2013-03-19 at 4.42.09 PMO Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) vai criar no ano que vem um centro de inovação com o objetivo de aproximar, já durante a graduação, os alunos da instituição com o setor privado. “O melhor produto da escola é o engenheiro que ela forma. Queremos que o engenheiro, ao longo da formação, se depare com desafios da vida real, desafios tecnológicos e científicos de meio e longo prazo que as empresas têm”, explicou nesta quarta-feira o reitor do ITA, Carlos Pacheco.

Ele disse que a intenção é que o centro ajude a formar um profissional melhor. “Por um lado, a ideia é estimular os alunos a encontrar soluções para problemas reais e, de outro, dar às empresas acesso a esses alunos.” Pacheco não disse quando o centro estará totalmente concluído, mas afirmou que, a partir de 2014, já começa a funcionar dentro da infraestrutura que o ITA já possui em São José dos Campos (SP).

O reitor também disse, sem especificar data, que o ITA vai dobrar o número de alunos por turma na graduação – hoje em 120 por ano. O objetivo, segundo ele, é “ampliar o impacto que o ITA pode trazer em benefício do País.” As declarações de Pacheco foram dadas durante o lançamento do Projeto AeroBrasil 2013.

Creio que mais universidades deverião fazer o mesmo, concordam?

Via

Eduardo Cavalcanti
Autor

Engenheiro Civil de formação, empresário, e atua em diversos mercados. É aficcionado por tecnologia e está sempre em algum lugar diferente do mundo (sim, viajar está entre seus maiores hobbies). Já teve uma época em que não conseguia dormir sem assistir a um episódio do Netflix. Hoje, com o empreendedorismo pulsando em suas veias, usa praticamente todo o seu tempo livre consumindo conteúdos relacionados à cases de sucesso e ao mercado financeiro.

X